As exportações de veículos automóveis, reboques e semirreboques em Portugal deu à economia um “boost” de 3023 milhões de euros.

Os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) relativos ao primeiro semestre mostram que a produção de veículos automóveis, reboques e semirreboques em Portugal deu à economia nacional em exportações um “boost” de 3023 milhões de euros, o valor mais elevado desde 2014, o período de tempo que analisámos.

Face a janeiro a junho de 2016, em que as exportações de viaturas representaram um encaixe para a economia nacional de 2810 milhões de euros, estamos perante um acréscimo de 213 milhões de euros, ou seja, 7,5%. Estes valores também superam os 2879 milhões de euros de exportações com viaturas conseguidos em 2015.

Do outro lado da balança estão, no entanto, as importações de automóveis que, até junho, implicaram o dispêndio de 4156 milhões de euros, mais 478 milhões de euros do que no mesmo período de 2016. Feitas as contas, no saldo “import/export automóvel”, Portugal sai do 1º semestre com um défice de 1133 milhões de euros, que é maior do que o que se verificava no 1º semestre de 2016 (de 868 milhões de euros).

Assine Já

Edição nº 1458
Já nas bancas

Digital Papel

Top

Os mais recentes